10 pontos turísticos que você precisa conhecer em Lisboa

3
243

Tem quem diga que Portugal é a segunda casa do brasileiro e não é novidade que muitos lusitanos têm algum parente vivendo por aqui, mas você sabe quantos de nós já foram turistar pelos lados de nossos “parentes europeus”? Hoje a cidade portuguesa com maior procura é Lisboa, que teve o número de visitantes brasileiros triplicado no primeiro semestre deste ano. E é por isso que separamos um guia rápido e prático com 10 pontos turísticos que você não pode perder na querida cidade do Pastelzinho de Belém, confere:

1. Museu do Azulejo

Quando se trata de Lisboa e arquitetura, não há nada mais memorável que os famosos azulejos portugueses, porque é nesta cidade que se encontra o Museu Nacional do Azulejo. Fundado em 1509, o MNAz explora a história da cerâmica como revestimento no país e apresenta, em sua exposição permanente, obras documentadas desde o século XVI pelas paredes da igreja, do coro e das capelas de Santo António e da Rainha D. Leonor.

2. Mosteiro dos Jerónimos

“Patrimônio natural de toda a humanidade”, é assim que a UNESCO classifica o Mosteiro de Santa Maria do Belém, popularmente conhecido como Mosteiro dos Jerónimos. A arquitetura de estilo manuelino é de encantar os olhos, com todos os seus detalhes e simbologia de navegação esculpidos em calcário. O monumento guarda sepulturas de nomes de grande importância histórica como Fernando Pessoa e Vasco da Gama, além de realizar, aos domingos, uma das missas mais bonitas de Lisboa.

3. Fábrica Pastéis de Belém

Dizem que o turista se conquista pelo estômago. A parada obrigatória de Lisboa é na confeitaria mais famosa da cidade, a Fábrica Pastéis de Belém que, fundada em 1837, é a casa original do único e legítimo doce. O ambiente com 400 assentos muitas vezes não é capaz de acolher todo mundo que busca o famoso pastelzinho encontrado apenas na Rua de Belém, já que todos os outros que levam o mesmo nome são, na verdade, apenas pastéis de nata.

4. Elevador de Santa Justa

Não sabe onde assistir o pôr do Sol? Aqui está sua resposta, o Elevador de Santa Justa proporciona o mais bonito da capital portuguesa. A viagem não dura mais que poucos segundos, mas a estrutura de estilo neogótico não deixa de ser cartão postal de Lisboa, transportando o passageiro entre a parte alta e a parte baixa da cidade. Ao sair das cabines de madeira envernizada, o destino é o Miradouro de Santa Justa, local de onde pode ser observado o belíssimo Castelo de São Jorge.

5. Elétrico 28

Saindo da Praça Martim Moniz, o Elétrico 28 é o bondinho mais famoso de Portugal. Sua cor amarela chama a atenção por onde passa e não deixa morrer a tradição do caminho que percorre Alfama, Catedral da Sé, Chiado e chega a Prazeres, deixando seus passageiros no bairro famoso entre jovens para passar a noite comendo, bebendo e se divertindo. Como alternativa, o ponto final fica localizado em frente ao Cemitério dos Prazeres, que abriga sepulturas de diversos portugueses famosos.

6. Parque das Nações

À beira do Rio Tejo, o Parque das Nações tem 5km de diversos pontos turísticos. Começando pela Estação do Oriente, forma mais prática de chegar ao parque, a arquitetura é de tirar o fôlego e capta o visitante com seu ar contemporâneo. Construído para abrigar a Expo 98, o museu a céu aberto apresenta bandeiras de todos os países que participaram do evento em um deck de madeira que leva à Telecabine Lisboa. O teleférico tem duração de 8 minutos e proporciona uma bela vista panorâmica do Parque.

7. Praia do Magoito

Localizada na Região de Sintra, a Praia do Magoito é a mais iodada de Lisboa. De água fria e paisagem estonteante, é ótima para quem não gosta de lugares com muitas pessoas. O mar é bravo, mas na maré baixa pode-se passear pelas rochas. Todos os anos na sexta-feira santa, milhares de pessoas se reúnem na praia para apanhar mexilhões, evento conhecido como Tradição do Mexilhão. O local tranquilo atrai surfistas e o barzinho na beira da areia traz toda a praticidade que o turista poderia querer.

8. LXFactory

O espaço LX Factory abriga não só diversas lojas de variedades e objetos de arte, como pequenas exposições e performances musicais ou teatrais. Deixa de ser um local de comércio para se tornar um centro cultural e ponto de encontro para quem aprecia arte e diversidade. Integrando comunicação, publicidade, arquitetura e diferentes áreas do mundo artístico, o espaço abriga restaurantes como ‘A Praça’ e também a ilustre ‘Ler Devagar’, famosa biblioteca da cidade.

9. Torre de Belém

Na margem do Rio Tejo, a Torre de Belém pode ser vista de longe por quem passa pelo distrito. Construído pelo arquiteto Francisco de Arruda em 1519 com o objetivo de proteger a margem do rio, o monumento nacionalista é envolto em referências ao Brasão de Armas do país. Mesmo já tendo sido repleto de masmorras em seu interior, hoje o marco histórico abriga órgãos do governo português como Sala do Governador, Sala de Audiências e chama a atenção por ser cartão postal da cidade de Lisboa.

10. Jardim e Miradouro de São Pedro de Alcântara

De dia ou de noite, o Miradouro de São Pedro de Alcântara tem a vista panorâmica mais abrangente de Lisboa. Localizado no Jardim de mesmo nome, o ambiente é famoso pelo contraste do novo e do antigo na paisagem da cidade, além dos diversos locais que oferecem mesinhas ao ar livre para sentar e aproveitar um café ao estilo expresso português. Quando o Sol vai embora, podem ser vistos senhores a jogar cartas e casais passeando com cachorros, todos envoltos pelo canto dos pássaros e pelo clima agradável que o Miradouro transpassa.

 

Já sabe onde passear em Lisboa? Comece a planejar sua próxima viagem a Portugal. Nossa redatora Fabí Machado ensinou o passo a passo para adquirir seu passaporte!