Campus Party aguarda mais de 100 mil participantes

Em 6 dias, pessoas de todas as regiões do País devem passar pelo Pavilhão de Exposições do Anhembi

0
139
Campus Party Brasil 11 reúne apaixonados e interessados pelo mundo tecnológico

Maior evento de tecnologia da América Latina aguarda mais de 100 mil participantes

Presente no Brasil desde 2008, a Campus Party é um evento que atrai geeks, empreendedores, gamers, cientistas e entusiastas para acompanhar centenas de atividades sobre empreendedorismo, inovação, robótica, ciência, entre outros.

Vindos de toda parte do País, os campuseros, como são apelidadas as pessoas que compram o ingresso para assistir palestras, participar de debates e oficinas e interagir com outros apaixonados e interessados pelo mundo tecnológico, têm a oportunidade de compartilhar conhecimento e acompanhar as principais tendências deste mercado.

Em entrevista exclusiva para o Glomerado, Tonico Novaes, diretor geral da Campus Party do Brasil, disse que os motivos que levam as pessoas a se deslocarem de sua cidade natal para comparecer e até acampar neste evento são diversos: “Você vem aqui em busca de novos contatos, novos amigos, crescimento pessoal e crescimento profissional. Aqui se aprende com as palestras, mas também gera uma oportunidade de contratação, pois as startups recrutam talentos aqui dentro. Enfim, tem uma série de possibilidades que os campuseiros conseguem extrair da Campus Party.”

Os presentes puderam aprender com as palestras e compartilhar conhecimento

Em sua 11ª edição, que ocorre em São Paulo de 30 de janeiro a 04 de fevereiro, mais de 100 mil pessoas devem passar pelo local. Até agora já foram contabilizadas em torno de 12 mil pessoas no espaço denominado Arena e 8 mil pessoas acampadas. No entanto, o evento também conta com uma parte gratuita, pela qual a circulação é muito grande.

Para quem não comprou o ingresso, as atividades disponíveis são as batalhas de drones, campeonato de games, concurso de narração de jogos, mesa redonda com jogadores profissionais, espaço para conversar com as startups e conhecer as novidades do setor, simuladores com a tecnologia de realidade virtual, área para crianças e salas de jogos de habilidade mental e motora.

Já os com acesso a Arena, podem aproveitar para fazer massagem, jogar sinuca e pebolim, dançar, assistir as palestras mais aguardadas e participar do campeonato de Casemod, ou seja, gabinetes de computador modificados.

De acordo com Alexandre Ferreira de Souza, diretor da secretaria da ciência e tecnologia em Pato Branco e curador na área de casemod, “o casemod não é só uma modificação de gabinete, mas também a criação do gabinete. A competição já está acontecendo e vai se encerrar no sábado à tarde. Até agora já temos um número de quase 30 inscritos”.

Blockchain e Cyborg

Esse ano o evento trata sobre Blockchain e Cyborg, temas presentes tanto em palestras quanto em workshops.

Além disso, esse ano o evento conta com novidades: os temas Blockchain e Cyborg, presentes tanto em palestras quanto em workshops.

“Greg Gage, que veio no primeiro dia, fez cyborgs com baratas vivas e mostrou que as baratas podem até trabalhar para nós. O blockchain é a tecnologia que está por trás das criptomoedas, mas ela é muito mais do que isso. Ela é uma tecnologia que pode desburocratizar nossa vida de uma forma muito inteligente. É um absurdo que hoje, em 2018, você tenha que pegar um pedaço de papel para provar que você é você, quando deveria ser um scanner de íris, uma impressão digital, um face ID, ou qualquer outra forma de tecnologia”, afirma Novaes.

Quem teve a oportunidade de participar dessas e de outras atividades ficou muito satisfeito com o evento. A organização foi um ponto elogiado, bem como a apresentação de novidades e tendências tecnológicas. O único ponto que desagradou os campuseiros foram as filas grandes e demoradas, mas isso não foi algo determinante na avaliação geral da Campus Party.

 

Serviço:

Site: http://brasil.campus-party.org/

Duração: De 30 de janeiro a 04 de fevereiro

Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi – São Paulo