Morte no Nilo: Crítica

0
148

É muito bom ler um livro de mistério, não é mesmo? E se o livro for da Agatha Christie, conhecida como a “rainha do crime”  será melhor ainda, não acha?

O livro em questão é “morte no Nilo” (Death on the Nilo) publicado em 1937. Pela data, pode parecer antiquado, mas te garanto que é mais atual do que se imagina.
Este livro retrata a história da milionária Linnet Ridgeaway que casa com o ex da amiga Jacqueline de Bellfort, Simon Doyle.

A amiga fica furiosa e começa a persegui-los, onde quer que eles vão. Quando uma pessoa deste triângulo amoroso morre, as investigações de Hércule Poirot entram em ação.

É uma história que te envolve bastante, facilmente se desenvolve. Uma frase ali, um detalhe aqui servem para montar o quebra-cabeça para solucionar este caso.

Continua sendo atual porque tem temáticas como alcoolismo, crime “passional”, roubo, questão de classe social. É uma obra bastante relevante.

Se você nunca leu, não perca mais tempo e vá ler! O final é surpreendente (ou não), mas realmente vale a pena embarcar nessa aventura no Nilo!