Embaixada do Brasil em Londres é alvo de protesto de ativistas ambientais

0
6

Londres — Ativistas do clima jogaram tinta vermelha na embaixada brasileira em Londres nesta terça-feira para protestar contra os danos à floresta amazônica e ao que chamaram de violência contra os povos indígenas que lá vivem.

A polícia prendeu seis ativistas do grupo Extinction Rebellion após se colarem às janelas da embaixada e subirem em uma superfície de vidro acima da entrada.

Marcas e mãos de tinta vermelha podiam ser vistos por toda a fachada, assim como slogans que diziam “Sangue indígena: nenhuma gota a mais” e “Pela floresta”.

” data-medium-file=”https://abrilexame.files.wordpress.com/2019/08/2019-08-13t091634z_1503204830_rc1f4dfffc00_rtrmadp_3_britain-climatechange-protest.jpg?quality=70&strip=info&w=300″ data-large-file=”https://abrilexame.files.wordpress.com/2019/08/2019-08-13t091634z_1503204830_rc1f4dfffc00_rtrmadp_3_britain-climatechange-protest.jpg?quality=70&strip=info&w=1024″ class=”size-large wp-image-3562826″ src=”https://abrilexame.files.wordpress.com/2019/08/2019-08-13t091634z_1503204830_rc1f4dfffc00_rtrmadp_3_britain-climatechange-protest.jpg?quality=70&strip=info&w=1024&h=692″ border=”0″ alt=”Ativistas do clima protestam na embaixada do Brasil em Londres” title=”Ativistas do clima protestam na embaixada do Brasil em Londres” width=”1024″ height=”692″ data-portal-copyright=”Peter Nicholls”>

O Extinction Rebellion, que tumultuou a região central de Londres por diversas semanas neste ano, disse que o protesto visava desafiar o governo brasileiro por causa de “abusos de direitos humanos sancionados pelo Estado e ecocídio”.

O Brasil detém cerca de 60% da floresta amazônica, uma fortaleza contra o aquecimento global graças à vasta quantidade de dióxido de carbono que absorve e transforma em oxigênio.

O presidente Jair Bolsonaro, no cargo desde janeiro, é cético de longa data sobre as mudanças climáticas. Ele argumenta que a Amazônia pertence ao Brasil e deve ser explorada economicamente. Ele também critica a existência de terras protegidas.

Críticos dizem que sua retórica encorajou madeireiros, fazendeiros e garimpeiros informais, resultando em uma dramática aceleração do desmatamento e na violência contra os habitantes nativos da floresta tropical.

Premium WordPress Themes Download