Vem cá, vamos conversar sobre o Galaxy Note 10 e o Galaxy Note 10 Plus

0
8

Como tem acontecido nos anos mais recentes, em agosto a Samsung renova sua linha mais cara de smartphones, que neste ano é o Galaxy Note 10 e Note 10 Plus. Nesta geração o maior e potente aparelho da marca chega em até 6,8 polegadas de tela e o finalmente a Samsung resolveu adotar um carregador rápido que é rápido de verdade.

 

Assim como aconteceu com o Galaxy S10, tirando a versão econômica e bem avaliada do S10e, o Galaxy Note 10 pode ser comprado em uma versão maior e outra maior. A menor de todas está longe de ser pequena e ocupa 6,3 polegadas de display, que é 0,1 polegada menor do que o único Note9 do ano passado. Se você acha que o céu é o limite, então a versão Plus pode te agradar e sugar mais de sua vida financeira, com tela de 6,8 polegadas.

Ter praticamente a tela de um tablet de 7 polegadas é uma coisa de outro mundo, mas o corpo do Note 10 Plus tem basicamente o mesmo tamanho do Note9 do ano passado.

Galaxy Note 9 (esq.) e Note 10 (dir.)

Galaxy Note 9 (esq.) e Note 10 (dir.)

Isso significa que as bordas estão menores, bastante ao ponto da câmera frontal ficar em um furo no meio da parte de cima da tela. É uma solução engenhosa e sem a parte móvel do A80, que demonstra fragilidade da estrutura.

Baita inspiração na Apple

Infelizmente a ideia bastante errada do Galaxy A80 de não vir com entrada pra cartões microSD aparece no Galaxy Note 10, o menor mesmo. Se você escolher ele, abre mão da expansão da memória interna (que tem 256 GB e, sério, é o suficiente pra 95% das pessoas do planeta) e isso me faz lembrar exatamente as piadas que a Samsung fazia com o iPhone, que até então era um dos únicos sem expansão. Pois é Samsung, morder a língua deve doer, não?

Se você achou que morder a língua com microSD era demais, calma: a Samsung também seguiu a Apple e agora permite carregador rápido pros dois Galaxy Note 10, mas pra isso você precisa comprar um carregador especial de 45 watts que não vem na caixa. Também é uma piada que está no vídeo acima (em inglês) e que mostra que fazer dinheiro é mais interessante, mesmo quando a piada vira de lado.

Achou que acabou? Não! Sabe o fone de ouvido que você tem, de alta definição e que custou caro? Vai precisar de um dongle pra poder usar no Galaxy Note 10 e rezar pra que a bateria esteja cheia, ou que você encontre uma base pra carregamento sem fios por perto. Escutar música com um dongle e carregar por cabo a bateria é impossível de acontecer ao mesmo tempo. Ah, claro, a inspiração na Apple vai até pra este dongle, que não vem na caixa e você precisa comprar extra.

Meus amigos, o capitalismo funciona assim. Ele não faz amigos, ele faz contratos – e não tem nada errado nisso, mas você precisa aceitar ou mudar de escolha na hora de comprar um smartphone.

Continuamos com Exynos, o que não é ruim

Tá, os dois aparelhos entregam mais do que apenas uma inspiração bastante forte por ideias da Apple. Os dois seguem com processador Exynos no Brasil e Snapdragon 855 pra poucos países, como é o caso dos Estados Unidos o motivo que a Samsung diz ter baseado a escolha é pra melhor compatibilidade com redes 2G e CDMA. Ok, tá.

Este Exynos é de 7 nanômetros e isso certamente ajuda na eficiência energética, já que tanta tela assim exige mais energia pra mostrar o conteúdo.

S Pen é mais do que canetinha e isso é ótimo!

Um dos recursos mais bacanas de toda a linha Note é a caneta S Pen, que até então era só uma canetinha com ótimos resultados, já que utiliza tecnologia da Wacon pra poder identificar onde está na tela – com precisão cirúrgica. No Note9 ela já entregou mais ao ter Bluetooth e bateria de meia hora de uso, que era recarregada em segundos – sério, segundos.

Agora ela dura dez horas e pra recarregar por completo a bateria, basta seis minutos dentro do Galaxy Note 10. É o tempo de ir no banheiro e tomar uma água depois de lavar as mãos. Com tanta energia extra, a S Pen agora pode ser reconhecida de uma distância maior e controla o smartphone por gestos. Parece mimimi, mas isso é interessante pra quem é o público do Galaxy Note: povo corporativo e que produz conteúdo.

Galaxy Note 10 com S Pen

Eu nunca me importei com a S Pen e isso não muda agora, mas se eu preciso controlar uma apresentação, ou algo do tipo, ficaria feliz com os novos recursos e que são captados por sensores como acelerômetro.

Ah, estes sensores podem ser explorados por desenvolvedores, já que a Samsung liberou o SDK da S Pen. Boa!

Câmeras perderam e ganharam recursos

Os dois Galaxy Note 10 contam com três câmeras, mudando apenas um sensor extra no Plus e que é o responsável por medir a distância entre o objeto e o aparelho. O conjunto mostra uma lente que aproxima o objeto (telefoto) e que tira fotos em até 12 megapixels, outra de mesma resolução e que faz fotos com grande angular e a última que é ultrawide e de 16 megapixels.

Nesta última lente a Samsung deve ter notado a besteira que fez no A80, que tem lente ultrawide com metade desta resolução. Este tipo de lente coloca mais informação na foto e diminuir a resolução por aqui é a pior escolha possível. O resultado é sempre ruim, mas com o Note 10 isso muda e essa lente tem mais resolução do que a principal. Acertou, Samsung!

Por outro lado, a câmera frontal agora tem abertura de f/2.2, mais escura do que a abertura de f/1.7 da geração passada e f/1.9 do Galaxy S10. Este número maior significa que menos luz entra em qualquer situação, em qualquer foto. Fotos durante o dia não vão sofrer com isso, mas as noturnas vão. Mesmo se a Samsung abusar de pós-processamento, o que não é nada bom, o resultado será inferior (bastante inferior) ao que conseguia o Note do ano passado.

Claro que mais detalhes sobre isso dependem de um review, que acontecerá assim que os dois Galaxy Note 10 chegarem por aqui. Geralmente a Samsung leva pouco tempo entre o lançamento mundial e o que acontece no Brasil. Eu só digo uma coisa: preparem os bolsos, pois até lá fora os Galaxy Note 10 são caros.

Pra mais detalhes sobre as especificações dos Galaxy Note 10 e Note 10 Plus, incluindo preços, é só clicar aqui e acompanhar nossa nota de lançamento.

O post Vem cá, vamos conversar sobre o Galaxy Note 10 e o Galaxy Note 10 Plus apareceu primeiro em Meio Bit.