Mais de 20 cidades do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de MG estão no Mapa do Turismo 2019

0
10

Municípios foram divididos em cinco regiões turísticas. Uberlândia é a única cidade com categoria A. Uberlândia evoluiu de categoria, passando de B para A em relação ao último Mapa do Turismo
Cleiton Borges/PMU
Vinte e cinco cidades do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de MG estão incluídas no Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021, divulgado pelo Ministério do Turismo (MTur) na última segunda-feira (26).
Os municípios foram divididas em cinco regiões: Alta Mogiana, Caminhos do Cerrado, Lago de Três Marias, Noroeste das Gerais e Alto Paranaíba, e Nascentes das Gerais e Canastra (veja a lista abaixo).
O Mapa do Turismo Brasileiro classifica os municípios em categorias que vão de A a E, conforme o desempenho econômico do turismo nas cidades, como número de empregos gerados e estabelecimentos de hospedagem. Ele é atualizado a cada dois anos.
Em relação ao mapa de 2017, Uberlândia e Paracatu avançaram de categoria: Uberlândia passou de B para A e Paracatu passou de C para B. Apenas Matutina caiu de categoria, passando de D para E. O restante continua com a mesma avaliação.
Foram excluídas do novo mapa as cidades de Abadia dos Dourados, Araguari, Cachoeira Dourada, Campos Altos, Conquista, Delta, Fronteira, Perdizes, Pirajuba e Tupaciguara.
O Mapa
Ao todo, 2.694 cidades de 333 regiões turísticas do país foram validadas pelo MTur e incluídas na atualização da plataforma. Neste ano, os estados e municípios contaram com novos critérios, compromissos e recomendações estabelecidas pela pasta, entre elas a obrigação de participação em instância de governança e em Conselho Municipal de Turismo (Comtur).
Além da necessidade de a cidade ter um órgão de turismo em atividade e conselho municipal funcionando, o novo mapa adotou outros critérios obrigatórios para a participação na plataforma: orçamento próprio destinado ao turismo e possuir prestadores de serviços turísticos de cadastro obrigatório registrados no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do MTur.
Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a integração destes locais no novo Mapa do Turismo é fundamental para que a pasta possa direcionar ações que desenvolvam o setor em cada região.
“Estamos num momento de virada para o turismo brasileiro e contamos com este novo mapa para termos uma radiografia atualizada do potencial turístico do Brasil para investir de forma adequada na melhoria de infraestrutura, realização de campanhas publicitárias, entre outras ações”, comentou.
O novo Mapa do Turismo pode ser consultado pela internet.
Confira a lista das cidades da região:
Alta Mogiana
Araporã (categoria D)
Araxá (categoria B)
Centralina (categoria D)
Conceição das Alagoas (categoria C)
Itapagipe (categoria D)
Planura (categoria D)
Sacramento (categoria C)
Uberaba (categoria B)
Uberlândia (categoria A)
Caminhos do Cerrado
Carmo do Paranaíba (categoria D)
Patrocínio (categoria C)
Rio Paranaíba (categoria D)
São Gotardo (categoria C)
Serra do Salitre (categoria D)
Lago de Três Marias
Arapuá (categoria E)
Matutina (categoria E)
Tiros (categoria D)
Noroeste das Gerais e Alto Paranaíba
Guarda-Mor (categoria D)
João Pinheiro (categoria C)
Lagoa Grande (categoria D)
Paracatu (categoria B)
Patos de Minas (categoria B)
Vazante (categoria D)
Nascentes das Gerais e Canastra
Tapira (categoria D)
Um dos atrativos turísticos em Uberaba é Museu dos Dinossauros, na comunidade rural de Peirópolis
Neto Talmeli/Prefeitura de Uberaba