PETROBRÁS NÃO FARÁ REAJUSTES NOS PRÓXIMOS DIAS NO PREÇO DO COMBUSTÍVEL

0
9

A indústria de óleo e gás está apreensiva com os desdobramentos do ataque terrorista às instalações petrolíferas na Arábia Saudita. No Brasil, a Petrobrás anunciou que decidiu acompanhar a variação do mercado nos próximos dias e não fará um ajuste nos preços de combustíveis de forma imediata.

Como se sabe, a cotação internacional do preço do barril de petróleo é uma das variantes usadas pela estatal para calcular o valor do reajuste em seus produtos derivados. “A  empresa  seguirá  acompanhando  o  mercado  e  decidirá oportunamente  sobre  os  próximos ajustes nos preços”, informou em comunicado. “A  companhia  ressalta  que,  de  acordo  com  suas  práticas  de  precificação  vigentes,  não  há periodicidade pré-definida para aplicação de reajustes”, complementou.

A Petrobrás acredita que apesar da reação súbita nos preços do barril, que chegaram a disparar 20% pouco tempo após o atentado, a escalada no valor pode ser atenuada “na medida em que maiores esclarecimentos sobre o impacto na produção mundial sejam conhecidos”. Ontem, a Saudi Aramco chegou a informar que o incidente resultou na suspensão da produção de 5,7 milhões de barris de petróleo por dia.

Até o fechamento desta matéria, o preço do barril Brent (Londres) estava em US$ 65,77, queda de 4,8% em relação ao preço de segunda-feira. Já o barril WTI (Estados Unidos) era negociado por US$ 59,79 (recuo de 4,68%).