sexta-feira,14 dezembro, 2018

Dicas para ler como um ninja!

Você costuma reservar um tempo para ler ou acredita que tem deixado isso acontecer com menos frequência que gostaria? Neste começo de ano tem...

Resenha: O ódio que você semeia – Angie Thomas

Existem livros que são extremamente necessários e que dialogam com o cenário atual. Meu livro da semana foi O ódio que você semeia, best-seller...

Morte no Nilo: Crítica

É muito bom ler um livro de mistério, não é mesmo? E se o livro for da Agatha Christie, conhecida como a "rainha do...

Mark Manson e A sutil arte de ligar o foda-se

Quem me conhece sabe que não sou muito fã de autoajuda, mas já vou explicar porque esse é diferente. Mark Manson na sutil arte...

5 Livros de Bukowski para ter na estante

Charles Bukowski  (1920-1994) foi um cronista, poeta, romancista e é um dos autores mais citados da Internet.  Este escritor compulsivo chegou a lançar mais...

Resenha: A garota no trem – Paula Hawkins

A garota no trem, é um livro de thriller psicológico muito bem construído. A narrativa é feita em primeira pessoa, porém contada por pontos...

5 séries inspiradas em livros disponíveis na Netflix

O que te leva a fazer maratonas das suas séries favoritas? Uma boa série te prende pela interpretação, fotografia, direção, arte e é claro,...

5 livros para ler em clima de Natal

O natal está chegando e sempre que nos aproximamos desta época magica, seleciono filmes e livros que me “transportem” para um natal com neve, chocolate...

Eu disse sim à 2018

Título: O ano em que disse sim Autora: Shonda Rhimes Editora: Best Seller Gênero: Auto biográfico O ano em que disse sim fez com que eu me sentisse...

5 livros de suspense INCRÍVEIS

Livros de suspense são sempre interessantes e instigantes, não é mesmo? Se você também é apaixonado(a) por este gênero incrível, se liga nestes 5...

Resenha: A garota no trem – Paula Hawkins

A garota no trem, é um livro de thriller psicológico muito bem construído. A narrativa é feita em primeira pessoa, porém contada por pontos...

Morte no Nilo: Crítica